Episódio #028 – Meu colega de trabalho, o robô

1

iTunes: Movimento Pró-Futuro

Uma das principais tendências do futuro é a robotização ou automação do trabalho. É normal pensar em fábricas rodando apenas por robôs, afinal este tipo de imagem já faz parte do cotidiano e é bem explorada por vários filmes. Porém, existe um outro tipo de automatização do trabalho, provavelmente muito mais poderoso e rápido e que já está acontecendo, a que ocorre por meio de softwares inteligentes. Estes softwares funcionam como robôs e fazem parte de uma nova industria chamada RPA – Robotic Process Automation, em português: Automação de Processos Robóticos.

Recentemente eu conheci uma empresa do vale do silício, a Automation Anywhere (Automação em qualquer lugar) que está desenvolvendo robôs para este tipo de aplicação, o RPA. A promessa do seu CEO é que eles serão nos próximos 4-5 anos o maior empregador do planeta, porém sem ter empregados. Assim como o Uber é a maior empresa de transportes, sem possuir veículos e o AirBnB a maior rede hoteleira sem possuir um único quarto próprio. Seus empregados serão robôs que passam a substituir o trabalho humano computacional que hoje é realizados dia-a-dia.

Os robôs são softwares que podem ser instalados em qualquer computador ou servidor e que podem ser programados para realizar qualquer tarefa repetitiva para o qual ele for treinado. Eles podem trabalhar com dados estruturados (bancos de dados) ou dados não-estruturados, tais como textos, e-mails e até imagens. Além disso, eles podem ser programados para aprender com as informações que estão tratando e darem respostas diferentes com base no que estão trabalho.

Para exemplificar, imagine que em uma empresa existe um grupo de analistas que todos os dias extraem informações dos sistemas da empresa para gerar relatórios e análises de vendas. Todos os dias eles processam informações, jogam elas num excel, montam tabelas e gráficos. Todos os dias, o mesmo trabalho repetitivo, com variações com base no período do mês ou se existe uma necessidade especial de análise. Tudo isso pode ser automatizado por um robô da Automation Anywhere. Este time inteiro pode ser substituído por robôs que trabalharão nos finais de semana, a noite, sem descansar, sem tomar cafezinho, sem precisar de espaço para relaxar e principalmente, sem reclamar da vida, da novela ou política.

Aqui entra em tema polêmico, o que estes humanos irão fazer então? Ficarão sem empregos? Minha resposta é sim. No futuro, cada dia mais próximo, deixaremos de ter atividades automáticas, faremos aquilo que somos melhores, trabalharemos com aquilo que realmente nos desperta paixão, aquilo que nos move e gera curiosidade. Os trabalho atuais, como o descrito acima, ocorre no mundo inteiro, em bancos, seguradoras, empresas de telecomunicações, montadoras, um monte de gente trabalhando com informação de forma repetitiva e robótica. Acredito num futuro onde a robótica tomará seu lugar merecido e nós teremos tempo para ser cada vez mais humanos.

asimo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *