Economia Comportamental e 3 sacadas para ter sucesso

kahneman

Você já ouviu falar sobre Economia Comportamental? Caso não tenha, fique tranquilo, este modo de ver a economia é recente e seu fundador ainda está vivo, o Daniel Kahneman, ganhador do prêmio Nobel em economia em 2002. Veja abaixo um vídeo deste gênio, num dos mais famosos TED Talks, para você começar a entender esta nova visão sobre a economia.

A economia tradicional analisa o comportamento humano usando três premissas fundamentais: a racionalidade, a força de vontade e o egoísmo. Estas três premissas nortearam toda a visão do estudo da economia até a evolução do que hoje chamamos de economia comportamental. Nela, a humanidade não é estritamente racional, tem bastante preguiça e não é essencialmente egoísta. Existem inúmeros fatores que afetam o comportamento humano e a sua capacidade de analisar o ambiente e tomar decisões. Estes fatores precisam ser analisados para entendermos o que acontece na economia como um todo.

Seguem abaixo 3 dicas sobre os estudos da Economia Comportamental que podem te trazer sucesso:

1 – Foque nas derrotas e não nas vitórias.

Uma das ferramentas motivacionais mais poderosas que existe é o medo da derrota. Os pesquisadores já descobriram que as pessoas lutam mais para evitar a perda de alguma coisa do que para ganha-la. Por exemplo, você pode motivar uma pessoa antecipando para ela o prêmio pela conquista de uma meta, com a condição de que ela deve devolver o prêmio caso a meta não seja batida. Esta mudança na forma de premiar muda radicalmente o incentivo da pessoa em correr atrás do resultado, afinal de contas, ela já ganhou o prêmio!

2 – Mostre o que os outros já fizeram;

As pessoas tendem a seguir normas sociais, logo, se você mostrar qual é a norma, as pessoas irão naturalmente seguir aquele comportamento. Exemplo, para aumentar a economia de toalhas num hotel, os pesquisadores colocaram adesivos nos espelhos dizendo que a maioria dos outros hospedes reutilizaram suas toalhas. Apenas esta mudança fez com o que hotel economizasse na limpeza e troca das toalhas durante o experimento.

3 – Nunca chame nada “de graça”.

É comum atualmente ver muitos serviços começarem “de graça”, principalmente startups que querem atrair novos clientes. Porém, quando você faz isso, você diminui a percepção de valor do seu produto. A melhor estratégia é dizer o preço e depois dizer que está de graça. A verdade é que as pessoas querem comprar coisas de valor.

Vou deixar alguns links aqui para quem quiser se aprofundar neste tema que é super interessante e fundamental para quem quer ser um gestor do futuro.

http://www.economiacomportamental.org/

http://www.economiacomportamental.org/guia/

http://hcinvestimentos.com/2012/03/02/economia-comportamental/

Alguns links de cursos sobre o tema:

https://www.coursera.org/learn/neuroeconomics

https://www.edx.org/course/behavioral-economics-action-university-torontox-be101x-0

http://www2.espm.br/cursos/educacao-distancia/economia-comportamental

 

Fique ligado para mais novidades sobre o mundo da gestão do futuro agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *