7 Inovações que prometem mudar o mundo em 2016 – Parte 2

Earth-From-Space-Space-1080x1920

Fizemos uma pesquisa sobre as 7 principais tendências de tecnologia e inovação que prometem sacudir o mundo nos próximos anos. Nesta série de 7 publicações vou entrar em cada uma delas, explicando como estas novidades prometem afetar as nossas vidas e como um Profissional do Futuro deve ficar antenado para as oportunidades que são abertas.

A primeira delas, Inteligência Artificial já passou, se você não viu, basta clicar neste link.

As 7 Inovações são:

  1. Inteligência Artificial;
  2. Nova Era na exploração espacial;
  3. Blockchain – O que é por que pode ser uma revolução tão grande quanto a própria internet;
  4. Optogenetica – Uma revolução da mente;
  5. Neuropredição;
  6. Aprendizado Sintético – Máquinas aprendendo a aprender;
  7. Tecnologia CRISPR – Genética do Futuro

Nova Era na Exploração Especial – Leia abaixo e entenda os novos rumos que estão mudando radicalmente a última fronteira do homem!

O maior problema da exploração espacial é o seu custo. Até 2015, toda vez que queríamos mandar o homem para o espaço tínhamos que destruir a espaçonave, praticamente nada era reaproveitado. Imagina quanto uma passagem de avião custaria se toda vez que você viajasse o avião inteiro fosse destruído… basicamente este é o modo como estamos indo para o espaço desde 1950. A Nasa dependia de orçamento do Governo e custo só crescia. Os foguetes são gigantes, consomem quantidades absurdas de combustível e são destruídos no processo. A única coisa que “sobra” são as capsulas onde vamos e voltamos, mas mesmo assim os danos da reentrada na atmosfera são enormes, ainda levando em consideração quando dá tudo certo no pouso.

Ninguém conseguiu resolver isso, nem os americanos, nem os Russos. Atualmente para se voar para a estação espacial só se vai de foguete russo. O foguete fica junto com o combustível e a capsula utilizada para se chegar lá deve sobreviver a reentrada, que é pesada enfrentando a atmosfera e o pouso.

Um cientista descreveu o processo da seguinte maneira “mandar qualquer coisa para órbita é o equivalente a usar um avião de carga saindo de Madrid para Moscou e toda vez se joga o avião fora e se inclui no custo a construção e operação dos aeroportos”. http://edge.org/response-detail/26688

Como resolver este problema? Como deixar a exploração do espaço mais barata e assim mais acessível para todas as iniciativas que ainda nem conseguimos imaginar? Bom, duas empresas do mercado privado estão neste caminho e prometem revolucionar a exploração espacial. A Blue Origin e a Space X estão conseguindo realizar o lançamento para o espaço com os seus foguetes e estes foguetes estão conseguindo pousar novamente. Isto significa que não estamos jogando o avião fora depois do voo! Claro, ainda estamos no início deste processo, mas o impacto é tremendo. Especialistas preveem que o custo de cada lançamento deve cair em torno de 90% e com a experiência, isto deve cair ainda mais. Eles preveem que em breve a Space X será capaz de levar astronautas e equipamentos para estação espacial por 1/10 do custo atual! Segue o link da matéria: http://edge.org/response-detail/26673.

O principal impacto disso é que novamente a exploração espacial se torna algo viável. Se ir e voltar da estação espacial se tornar mais fácil, o que impede de construirmos uma estação maior ou até outra? O que impede de irmos mais frequentemente até a lua?

Outro ponto interessante é que em breve existirão pacote de turismo para o espaço. Quem não gostaria de ver o planeta, assim como vamos para Disney? Com a redução do custo e a possibilidade do retorno seguro, tudo isso se torna possível.

A ciência que hoje é realizada no espaço é extremamente cara. Muitas empresas preferem investir em simulações gravitacionais na terra a mandar suas experiências para o espaço, simplesmente pelo custo de se fazer isso. Além do custo existe a limitação dos cientistas. Para fazer ciência lá fora, você precisa ser um astronauta e treinar para fazer isso durante muitos anos. Com o custo reduzido existirá um enorme incentivo para centros de treinamento em exploração espacial, será muito mais fácil se tornar um astronauta.

A exploração espacial é a nossa última fronteira é a fronteira que abre o universo para a humanidade e suas infinitas possibilidades. O que estas novas empresas estão fazendo até hoje só foi possível na nossa imaginação e em filmes de ficção científica.

Em 10-20 anos tudo que está acontecendo hoje pode mudar radicalmente a forma como enxergamos o mundo. Assim como quando o homem pisou na lua e nunca mais voltou, daqui há alguns anos isso pode ser algo rotineiro. Esta inovação com certeza impactará e muito o mundo.

Ah! nem coloquei aqui, mas a exploração de Marte é inevitável, já estamos muito perto disso!

Seguem links para mais informações em Português e inglês:

Português:

http://noticias.uol.com.br/infograficos/ciencias/novas-fronteiras-exploracao-espacial/index.htm

http://www.tecmundo.com.br/exploracao-espacial

http://science.howstuffworks.com/10-major-players-in-private-sector-space-race.htm

http://www.spacex.com/about

https://www.blueorigin.com

http://www.techradar.com/news/world-of-tech/the-new-space-race-who-s-who-in-the-world-of-space-exploration-1291797

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *